Buscador Avanzado

Autor

Tema

Libro de la biblia

* Cita biblica

Idioma

Fecha de Creación (Inicio - Fin)

-

DOENÇA E MORTE

Written by
Rate this item
(5 votes)

Ação de graças

 

É nosso dever agradecer-te de todo o coração

as maravilhas insondáveis do universo,

a criação do género humano

e a nossa própria existência.

Obrigado, Senhor, por seres como és.

Tu és um Deus bom,

em quem põem a fé os pobres deste mundo.

Tu és o Deus da Vida,

a que vivemos junto de Ti, mesmo sem te ver.

Enche-nos de vergonha reconhecer

que apenas existes nas nossas vidas,

que te temos marginalizado,

tal como temos feito com tantos irmãos.

Prometemos-te mudar, encarregarmo-nos ao menos

dos irmãos mais indefesos, os doentes,

cuidar deles e partilhar com eles os bens que possuímos.

Unidos agora a toda a gente de boa vontade,

recitamos em tua honra este hino de louvor.

 

Memorial da Ceia do Senhor

 

Santo és Tu, Deus e Pai,

santo é o teu Espírito que nos fortalece na debilidade,

e santo é o teu filho Jesus, que nos ensina como lutar.

O Exemplo de Jesus, tão próximo, ilumina o nosso caminho.

Retratou-se, talvez sem querer, no bom samaritano.

Sentiu compaixão pelas pessoas que o seguiam,

porque andavam como ovelhas sem pastor,

e dedicou a vida a mostrar-lhes

como podiam ajudar-se uns aos outros,

e como haveriam de partilhar os seus pães e capacidades.

A um mundo assim, mais humano, generoso e compassivo,

chamou-lhe Reino de Deus

e comprometeu toda a sua vida com este compromisso.

Quando já estava próxima a sua morte, pediu-nos ajuda

e encarregou-nos de continuar a sua luta pelo Reino.

 

Invocação ao Espírito de Deus

 

Aqui estamos, Deus Pai, carregados de recordações

pela dolorosa paixão e morte do nosso irmão Jesus,

embora nos console saber

que já está nas tuas amorosas mãos de Pai.

Precisamos do teu Espírito, Senhor,

para superar as nossas muitas limitações.

Reconhecemos humildemente

que não queremos ver-te nos nossos irmãos,

que nos fazemos de cegos

quando se cruzam connosco os necessitados

e fingimos ser surdos e ocupados

quando vêm pedir auxílio.

Dilata e suaviza o nosso coração, Pai bom,

para nos parecermos mais contigo.

Dá-nos entranhas de misericórdia,

não podemos ser insensíveis perante a dor e a fome

que sofre mais de metade da humanidade.

Inspira-nos palavras oportunas

para o irmão deprimido

e ajuda-nos a mostrar-nos sempre disponíveis

àqueles que precisem de nós.

Dá-nos olhos maternos, sempre compreensivos,

para ver o bem que existe em todas as pessoas.

Brindemos pela esperança desse outro mundo possível,

porque não estamos sós nesta tarefa,

mas contamos, Deus Pai, com a força do teu Espírito

e a presença entre nós do teu filho Jesus.

AMÉN.

 

Rafael Calvo

Traducción de Marcelino Paulo Ferreira

Read 4634 times
Login to post comments