Buscador Avanzado

Autor

Tema

Libro de la biblia

* Cita biblica

Idioma

Fecha de Creación (Inicio - Fin)

-

ESMOLA

Written by
Rate this item
(2 votes)

Ação de graças


Senhor nosso Deus, estamos reunidos hoje,

mais um domingo, em teu nome, em comunidade de fé,

porque acreditamos em Ti,

embora seja pobremente, embora te procuremos fora

quando na realidade estás no nosso interior.

Para começar esta oração, damos-te graças pela Vida

e pelo milagre da nossa própria existência.

Chamamos-te Pai e Mãe, com razão,

porque és um Deus bom. Obrigado por seres como és.

Agradecemos-te também que haja tanta gente boa

que continua a tua obra de amor no mundo,

que dá consolo aos que sofrem

e dedica a sua vida a ajudar os outros.

Que o hino que agora te dirigimos

seja um hino de ação de graças pela tua bondade infinita

e pela bondade que vemos refletida em muitos dos irmãos.

 

Memorial da Ceia do Senhor


Em especial, queremos dar-te graças, pelo teu filho Jesus,

protótipo de humanidade, paradigma do ser humano.

Obrigado, porque com a sua maneira de ser

e com o seu bem fazer de cada dia,

revela-nos uma ampla perspetiva.

Crer nele, crer na sua mensagem,

apostar na sua liderança e segui-lo,

estimula-nos a sair de nós

e a encontrar-te nos nossos próximos,

faz-nos ser mais humanos, motiva-nos, gera vida em nós.

Este é o autêntico sentido da eucaristia:

Jesus, em vida e até à morte,

deu-se-nos por inteiro, com a mesma simplicidade

que partia o pão e o repartia por todos,

ou lhes dava a beber do seu próprio cálice de vinho.

 

Invocação ao Espírito de Deus


Isto é o que significa este sacramento do pão e do vinho:

Jesus entregou-nos toda a sua vida

e Tu, Deus Pai, a tens contigo.

A nossa eucaristia não pode ficar em puro rito.

Queremos ser minimamente consequentes com a nossa fé

e cumprir os compromissos mais elementares que ela implica.

Precisamos, Senhor, do teu Espírito, da tua força.

Se te chamamos Pai nosso,

temos de ser capazes de amar e de ajudar

não só o irmão que está ao nosso lado,

mas também aqueles que vivem mal do outro lado da rua

e passam fome.

Dá-nos a coragem de lhes abrir a porta de casa

e partilhar com eles o pão que sobra na nossa mesa.

Seremos pobres de espírito

se não somos generosos e desprendidos,

seremos infelizes

se não sabemos disfrutar das coisas em conjunto.

Porque a medida da nossa dádiva

não pode ser o que nos sobra, o que não precisamos,

mas o que faz falta aos outros.

Bendito sejas, Pai, e bendito seja o teu filho Jesus.

Por ele e com ele queremos viver para sempre

bendizendo o teu nome.

AMÉN.

 

Rafael Calvo

Traducción de Marcelino Paulo Ferreira

Read 2274 times
Login to post comments